Skip to main content

Our website uses cookies to give you the most optimal experience online by: measuring our audience, understanding how our webpages are viewed and improving consequently the way our website works, providing you with relevant and personalized marketing content.
You have full control over what you want to activate. You can accept the cookies by clicking on the “Accept all cookies” button or customize your choices by selecting the cookies you want to activate. You can also decline all non-necessary cookies by clicking on the “Decline all cookies” button. Please find more information on our use of cookies and how to withdraw at any time your consent on our privacy policy.

Managing your cookies

Our website uses cookies. You have full control over what you want to activate. You can accept the cookies by clicking on the “Accept all cookies” button or customize your choices by selecting the cookies you want to activate. You can also decline all non-necessary cookies by clicking on the “Decline all cookies” button.

Necessary cookies

These are essential for the user navigation and allow to give access to certain functionalities such as secured zones accesses. Without these cookies, it won’t be possible to provide the service.
Matomo on premise

Marketing cookies

These cookies are used to deliver advertisements more relevant for you, limit the number of times you see an advertisement; help measure the effectiveness of the advertising campaign; and understand people’s behavior after they view an advertisement.
Adobe Privacy policy | Marketo Privacy Policy | Pardot Privacy Policy | Oktopost Privacy Policy | MRP Privacy Policy | AccountInsight Privacy Policy | Triblio Privacy Policy

Social media cookies

These cookies are used to measure the effectiveness of social media campaigns.
LinkedIn Policy

Our website uses cookies to give you the most optimal experience online by: measuring our audience, understanding how our webpages are viewed and improving consequently the way our website works, providing you with relevant and personalized marketing content. You can also decline all non-necessary cookies by clicking on the “Decline all cookies” button. Please find more information on our use of cookies and how to withdraw at any time your consent on our privacy policy.

Com ajuda da Atos, STJ implementa novas diretrizes de cibersegurança

O Superior Tribunal de Justiça poderá formular e implementar novas ações de proteção de sistemas e medidas de prevenção a novos ataques digitais

São Paulo, novembro de 2020 - A Atos, líder global em transformação digital, está apoiando o STJ no planejamento das diretrizes de cibersegurança do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Assim sendo, o Tribunal da Cidadania poderá formular ações de proteção de sistemas e medidas de prevenção a novos ataques digitais. Nos últimos dias, a companhia esteve apoiando fortemente o restabelecimento de sistemas e na recuperação de dados do Tribunal, permitindo que a instituição retomasse as atividades já nesta segunda-feira (9).

"Desde o ataque, para ajudar na resolução do caso, reunimos uma série de estratégias de recuperação de ambientes, utilizando as melhores metodologias e ferramentas existentes. Aqui na Atos colocamos a segurança digital acima de tudo! E assim, com a aplicação de todos esses fatores, conseguimos recuperar e proteger os sistemas no menor tempo possível", diz Luis Casuscelli, diretor de Big Data e Cibersecurity da Atos para a América do Sul. Segundo o executivo, além de todo o conhecimento empregado nos últimos dias, a empresa também usou suas ferramentas de software e uma equipe de profissionais para coordenar todas as ações diretamente.

A Atos utilizou o software CrowdStrike e fez o mapeamento da situação após o ataque aos sistemas do STJ e, a partir disso, apoiou no plano de recuperação do ambiente dos Datacenters. Além disso, a Atos instalou um dashboard para ter acesso, em tempo real, a todas as ameaças digitais. Para isso, a companhia trabalhou em conjunto com profissionais do STJ, além de outros parceiros tecnológicos da entidade.

“Com todas essas etapas, estamos em um processo rápido, porém gradativo de retomada de funcionalidades. O reforço das medidas de segurança já está em andamento, assim como o acompanhamento constante das atividades”, afirma Casuscelli.

Entenda o caso

Na última terça-feira (3), o STJ confirmou ter sido alvo de um ciberataque. O hacker criptografou dados da instituição, o que provocou a suspensão das sessões judiciais até esta segunda-feira. O crime cibernético foi caracterizado como ransomware, ou seja, uma espécie de sequestro do acesso de dados. Na maior parte dos casos em que ocorrem ransomware, os hackers pedem o pagamento de resgate. “Esse é um tipo de ataque que pode ter diversas origens. Entre elas, estão ações bastante simples, como o clique em um e-mail ou link não verificado”, pontua Casuscelli.

De acordo com Nelson Campelo, CEO da Atos para a América do Sul, as ações desenvolvidas para o STJ nos últimos dias foram pensadas para irem além de um projeto para cliente. “A Atos é uma empresa que privilegia a visão de cliente ao centro das suas atividades. Nesse caso, disponibilizamos a nossa equipe e toda a nossa expertise para fazer mais do que recuperar os dados do Tribunal; o objetivo era e é também proteger as informações do Brasil como um todo. É o compromisso e propósito da Atos em ajudar a melhorar e cuidar do mundo em que vivemos! E isso vale para todas as esferas, inclusive para a nossa sociedade”, finaliza Campelo.

Atos e cibersegurança

No segundo trimestre de 2020, a Atos observou que a demanda por serviços de segurança, especialmente os relacionados a acesso remoto seguro e proteção de dados, cresceu mais de 30% em relação ao mesmo período de 2019. Por isso, a empresa tem reforçado sua atuação nesse sentido.

Diante desse cenário, a empresa defende que as tecnologias de segurança, sozinhas, não são 100% efetivas no bloqueio de ameaças. Por isso, é preciso achar um equilíbrio entre soluções tecnológicas, processos e pessoas. Globalmente, a companhia tem 14 Security Operations Centers (SOC), sendo um deles no Brasil.

Sobre a Atos

A Atos é líder global em transformação digital, com 110 mil colaboradores em 73 países e receita anual de € 12 bilhões. Empresa europeia número 1 em nuvem, cibersegurança e computação de alta performance, fornece soluções de orquestração de nuvem híbrida, big data, business applications e digital workplace de ponta a ponta. O Grupoé parceiro de tecnologia da informação dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, e opera as marcas Atos, Atos|Syntel e Unify. A Atos é uma SE (Societas Europaea), listada no índice de ações CAC40 Paris. A missão da Atos é ajudar a criar o espaço futuro da tecnologia da informação. Sua expertise e seus serviços apoiam o desenvolvimento do conhecimento, da educação e da pesquisa em uma abordagem multicultural, e contribuem para o desenvolvimento da excelência científica e tecnológica. Ao redor do mundo, o Grupo permite que consumidores, colaboradores e sociedade em geral vivam, trabalhem e se desenvolvam de forma sustentável, em um espaço de informação seguro.

  • Share on Linked In