A Atos impulsiona pesquisas na Universidade de Luxemburgo com o supercomputador BullSequana XH2000

O supercomputador BullSequana XH2000 proporcionará aos pesquisadores 1,5 vezes mais capacidade de cálculo, chegando a 1,7 petaflops.

A Atos, líder mundial em transformação digital, assinou contrato de quatro anos para fornecer um supercomputador BullSequana XH2000 à Universidade de Luxemburgo, líder no mundo em pesquisas. O supercomputador 'AION' permitirá à universidade acelerar ainda mais suas pesquisas, alcançando resultados de ponta.

O supercomputador permitirá aos pesquisadores 1,5 vezes mais capacidade de cálculo, com rendimento máximo de 1,7 petaflops, complementando um conjunto de supercomputadores existentes na universidade. O AION será equipado com processadores AMD EPYC ™ e tecnologia Mellanox InfiniBand HDR, conectados a um meio de armazenamento DDN.

O novo supercomputador será utilizado pela universidade e seus parceiros para acelerar a pesquisa em computação intensiva e análise de Big Data em larga escala. Esta atividade inclui desenvolvimento de ponta para pesquisas nas áreas como física de partículas, ciências dos materiais, química teórica, ciências da terra, previsão meteorológica, astrofísica, criptografia, inteligência artificial e simulações econômicas.

"Uma das principais razões pelas quais a Atos foi selecionada para este contrato foi a alta eficiência energética do BullSequana XH2000, baseada num sistema de resfriamento direto utilizando água (DLC)", comenta Antoine Kerrinckx, CEO da Atos na Bélgica e Luxemburgo. "Como líder europeu na fabricação de supercomputadores, estamos orgulhosos em contribuir para a competitividade de Luxemburgo e permitir que os pesquisadores acelerem ainda mais o seu trabalho ".

Para o Dr. Sébastien Varrette, co-diretor, juntamente com o Prof. Pascal Bouvry, do serviço de Computação de Alto Desempenho da Universidade do Luxemburgo, "A investigação moderna requer um poder computacional significativo e gera grandes quantidades de dados; portanto, precisávamos de uma solução de HPC que respondesse à nossa crescente necessidade de aumentar a capacidade de cálculo para consequentemente aumentar as nossas capacidades de pesquisas e nos permitir ir para além dos limites de simulação tradicional".  Com o lançamento AION, a capacidade geral da infraestrutura de HPC fornecida pela Universidade aumentará tanto em termos de computação (total de 2,8 PetaFlops nos dois sistemas) quanto no armazenamento compartilhado (até 10 PetaBytes). “Isto - acrescenta o Dr. Varrette - consolida a ambição da Universidade em oferecer uma infraestrutura de ponta à pesquisa pública de Luxemburgo e serve como acesso de vanguarda ao próximo supercomputador MeluXina em contexto do EURO-HPC".

A entrega do supercomputador "AION" está prevista para o primeiro trimestre de 2020.